Primeiro ato de 2016 contra o aumento das passagens no RJ enfrenta repressão policial

FB_IMG_1452531492869     imagem: Rede de Informações Anarquistas

     O ano de 2016 começou com uma onda de manifestações contra o absurdo aumento das passagens de ônibus em várias cidades do país. Os atos ocorreram no dia 8 de janeiro, e vários movimentos e grupos já marcaram assembleias para dar continuidade a essa pauta.

     No Rio de Janeiro, a passagem de ônibus aumentou em 0,40, quase 12%, um dos maiores aumentos registrados nos últimos anos, embora a inflação tenha ficado em torno de 6%. O governo usou como argumento a obrigatoriedade de as empresas colocarem ar-condicionado em todos os veículos, porém este mesmo argumento já tinha sido utilizado no ano passado, o que não foi cumprido.

     O ato foi da Cinelândia até a Central, tendo reunido cerca de seis mil pessoas. Ao final, como de costume, houve ataques da polícia, não só militar, mas também da guarda municipal. Manifestantes reagiram, em autodefesa, e camelôs, que são alvos constantes de repressão da guarda municipal, acabaram reagindo com barricadas.

     Outras pautas, não menos importantes, foram vistas durante a passeata, como o direito à manifestação, a liberdade aos presos políticos, investimento em educação e saúde, entre outras.

ABAIXO OS AUMENTOS DE TARIFA!
PASSE-LIVRE OU REBELIÃO!
É BARRICADA, GREVE GERAL, AÇÃO DIRETA QUE DERRUBA O CAPITAL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *