Todo apoio à ocupação da reitoria da UNB!

Nós da CCI (Organização Estudantil Combativa, Classista e Independente da UnB) estivemos presentes na Assembleia e no Protesto de ontem (12/04) que reuniu centenas de estudantes e culminou numa ocupação do órgão máximo da universidade. Viemos declarar nosso apoio à Ocupação da Reitoria da UnB, movimento justo e necessário em defesa dos direitos dos trabalhadores e estudantes.

Agora não é momento para oportunismo, peleguismo ou dúvidas: é momento de combatividade, ação e mobilização em todos os cursos e campus, fortalecendo a ocupação e demais ações (protestos, assembleias, etc.). Sabemos que o DCE e a UNE juntamente com a Reitoria querem enfraquecer e deslegitimar o movimento. Os pelegos que hoje dirigem o DCE estiveram nas últimas semanas totalmente alheios às lutas que estavam se construindo desde a base e de forma autônoma por estudantes e terceirizados. O movimento de ocupação deve se vacinar contra o peleguismo, combinando a ação direta e o trabalho de base, fortalecendo o apoio à ocupação nas bases e assim isolando aqueles que querem nos isolar.

A verdadeira unidade se construirá na luta e na resistência e não nos conchavos de cúpulas. Qualquer tipo de delação ou colaboração com a repressão e com os órgãos da burocracia universitária-estatal contra o movimento deve ser tratada como traição. Isso é um princípio básico da unidade, mesmo quando existem divergências de opinião no interior do movimento. Aqueles que se desmoralizaram e perderam os princípios, para se converterem em serviçais da ordem estabelecida, não devem dirigir um movimento tão justo e legítimo como este.

VÂNDALO É O ESTADO!
CONSTRUIR A GREVE GERAL NA EDUCAÇÃO!
NÓS DEFENDEMOS OS TERCEIRIZADOS, OS ESTUDANTES POBRES, A EDUCAÇÃO PÚBLICA!

>>> Abaixo segue a CARTA DA OCUPAÇÃO DA REITORIA:

Hoje, dia 12 de abril de 2018, por volta das 14 horas, ocorreu a ocupação da reitoria da UnB (Universidade de Brasília), após o não cumprimento das exigências (audiência pública com MEC e reitoria) da ocupação do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), ocorrida na última terça (10/04). Realizamos então uma assembleia no Ceubinho com expressiva participação dos estudantes, juntamente com os terceirizados em que se decidiu ocupar a reitoria.

Devido a conjuntura, desde o ano passado, a reitoria da UnB vem aplicando medidas que atacam os trabalhadores terceirizados e os estudantes, especialmente os da assistência estudantil. Mesmo com árdua mobilização dos trabalhadores e estudantes desde o início do ano de 2017, com a formação de comissões e ações afim de impedir a aplicação dessas medidas de austeridade, faz-se necessário essa ocupação da reitoria.

Somos contra a precarização da UnB. Por isso lutamos e queremos garantir que ocorra uma audiência pública na UnB com participação dos estudantes e trabalhadores, entre MEC e a reitora Márcia Abrahão com a mediação do Ministério Público sobre as contas da universidade. Além disso, exigimos que não haja criminalização nem consequências institucionais dos estudantes e trabalhadores envolvidos na ocupação ou por motivos políticos relacionados ao movimento durante todo o processo, com um documento escrito assinado pela reitoria que garanta isso.

>>> Nossas pautas são:

– Contra a demissão dos terceirizados

– Contra o aumento do RU

– Pela manutenção das bolsas da permanência estudantil, que afetam principalmente estudantes de baixa renda, negras e negros, indígenas e quilombolas

– Liberação pelo MEC dos editais de ingresso indígena e quilombola.

– Pela manutenção de todos os estágios remunerados

– Reestabelecimento dos porteiros da noite

– Transparência nas contas da universidade

– Auditoria externa e independente dos contratos, especialmente dos serviços terceirizados.

– Liberação pelo MEC para uso da verba própria da UnB

– Pela revogação da emenda 95, do teto dos gastos

– Contra a privatização das universidades públicas no Brasil

– Solidariedade às outras ocupações e lutas que ocorrem nas universidades brasileiras

PÁGINA DA OCUPAÇÃO: https://www.facebook.com/ocupaunb/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *