Todo Apoio ao Quilombo da Família Lemos!!

Por RMC

O Governo do Rio Grande do Sul e o judiciário do Estado mais uma vez atacaram o povo negro. Justamente no mês de novembro. Descumprindo os próprios protocolos legais, no dia 07 de novembro um oficial de justiça acompanhado da Brigada Militar (Polícia Militar) chegaram no Quilombo da Família Lemos, localizado em Porto Alegre, perto do Estádio da Beira Rio, para tentar desalojar as famílias que resistiram ao processo de expulsão acelerado com o processo de organização da Copa do Mundo da FIFA. No dia 07 de novembro, a defensoria pública do Estado impediu a expulsão das famílias. No entanto, todo o processo de violência estatal tem afetado as moradoras e moradores do Quilombo.

Histórico

O Quilombo da Família Lemos se inicia a partir dos anos 1960 quando o casal Jorge Alberto Rocha de Lemos e Delzia Gonçalves de Lemos fundaram o que veio a ser o sétimo quilombo urbano autorreconhecido de Porto Alegre. Eram trabalhadores do Asilo Padre Cacique, construído com mão de obra de povos africanos escravizados, e se estabeleceram no terreno ao lado. Trabalharam por 40 anos no asilo nas mais diversas funções. Depois da Morte de Jorge Alberto em 2008, em meio a valorização imobiliária decorrente da Copa do Mundo, foi acelerado o pedido feito pelo asilo de reapropriação do quilombo.

Viva Zumbi!
Somos Quilombo Lemos!
Punho Cerrado Ao Inimigo, Mão estendida à Companheira (o)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *