Rodoviários paralisam terminais contra a demissão em massa de cobradores de ônibus

Motoristas e cobradores de ônibus paralisaram parcialmente o trabalho entre os dias 18 e 20 de dezembro nos terminas Papicu, Messejana, Siqueira e Antônio Bezerra.
As paralisações foram o protesto da categoria contra a implantação de ônibus que aceitam como passagem somente cartões eletrônicos, acarretando, assim, a demissão de milhares de cobradores. Esse novo modelo é um projeto-piloto da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR).
A categoria reivindica a Prefeitura de Fortaleza a manutenção do emprego de 4.500 cobradores, que estão ameaçados de demissão pelo projeto de automação na cobrança de passagens de ônibus.
Cobrador de ônibus que conversou com a Rede de Mídia Classista, afirmou que diariamente ocorrem demissões de cobradores em diversas empresas, além de assédio em relação a demissões em massa.
Domingos Neto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Ceará (SINTRO), afirma que a solução por parte dos rodoviários será uma greve em defesa do emprego dos cobradores e dos direitos da população, caso a ETUFOR e o sindicato patronal SINDIÔNIBUS não suspendam o cartão eletrônico como única forma de entrada nos ônibus.
EM DEFESA DO EMPREGO DOS COBRADORES!
TODO PODER AO POVO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *