Pelo direito de estudar e ensinar!

Há pessoas que querem embarreirar alguns assuntos muito importantes na escola, com argumentos autoritários e “moralistas”. Por isso viemos desfazer alguns enganos.

1- Educação sexual não é para aprender a fazer sexo. É PARA AJUDAR AS PESSOAS A SE DEFENDER DO ABUSO SEXUAL e também para ensinar a NÃO ABUSAR DOS OUTROS, principalmente das mulheres. Além disto serve para prevenir a gravidez precoce.

2- As e os estudantes TÊM DIREITO DE CONHECER A LUTA DAS MULHERES PELOS SEUS DIREITOS, conhecida como feminismo.

3- As várias correntes de pensamento teórico e político devem ser apresentadas na escola; faz parte do conteúdo e não obriga ninguém a seguir o pensamento do/a professor/a.

4- A escola deve abordar as várias religiões sem impor nenhuma delas. É PRECISO FALAR SOBRE AS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS, parte importante da cultura negra e da história do Brasil. Templos e pessoas estão sendo agredidas por causa da ignorância e do racismo.

5- A escola precisa ensinar sobre os direitos de trabalhadores e estudantes, e as lutas que lhes deram origem, para EVITAR QUE AS PESSOAS SEJAM EXPLORADAS. Todos estes pontos estão assegurados pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação, (art. 3 o ).

Nós, do núcleo sindical de trabalhadoras/es da educação da FOB-DF, defendemos uma escola democrática: que professores, servidores, estudantes sejam respeitados e possam debater suas concepções sem serem ameaçados ou reprimidos. É necessária a liberdade da comunidade de se organizar coletivamente através de grêmios, comissões, sindicatos e movimentos sociais.

ABAIXO A REPRESSÃO FUNDAMENTALISTA E ANTI-CIENTÍFICA NAS ESCOLAS!

NÃO A FARSA DO “ESCOLA SEM PARTIDO”!

GREVE GERAL PELA LIBERDADE E PELOS DIREITOS DO POVO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *