Fundado o SIGA-DF! Uma ferramenta revolucionária da classe trabalhadora

por Sindicato Geral Autônomo (SIGA-DFE), filiado à FOB

[Manifesto: formato para impressão]

[Estatuto do SIGA]

Camaradas, é com muito entusiasmo que anunciamos a fundação do SINDICATO GERAL AUTÔNOMO do Distrito Federal e Entorno, o SIGA. Convocamos trabalhadores/as do campo e da cidade, professores/as, terceirizados, movimentos do campo, da luta pelo transporte, luta por moradia, estudantes a se organizarem a partir de nossos princípios: autonomia, ação direta, demcracia direta federalista, mutualismo, internacionalismo, antipatriarcalismo, antirracismo. Convocamos a todos/as a aderir a nossa proposta de construção de um sindicato não-corporativista, isto é, que agremie os mais diversos setores do povo trabalhador, nos unindo dentro de uma mesma estrutura organizativa e horizontal.

QUEM SOMOS?

Somos professores/as, estudantes e trabalhadoras/es, já vínhamos nos organizando a partir da ORC (educação), da RECC (estudantil) e do CCL (comunitário), mas acreditamos ser fundamental avançar no combate à precarização da educação e da saúde, à brutalidade policial, ao feminicídio, à violência contra os LGBT+, negros, camponeses, indígenas e à população periférica em geral, e para isso precisamos nos multiplicarmos e nos fortalecermos coletivamente. Somos filiados à Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil, a FOB.

QUAL CENÁRIO DO DF?

No Distrito Federal, temos um contexto no qual a direita, sob o comando de Ibaneis Rocha (MDB), ascendeu ao poder e já nos primeiros dias encabeçou diversas pautas reacionárias. Dentre elas, destacamos a militarização das escolas, a redução do passe livre, privatização de hospitais, ataque à liberdade de cátedra (com ameaças de fiscalização de conteúdos contra suposta “ideologia de gênero” dentro das escolas), criação da secretaria de assuntos religiosos tudo isso disfarçado em meio a pautas populistas que não saíram do papel.

Tais medidas vieram praticamente sem resistência, pois a característica da esquerda no DF é ainda de inserção principalmente em setores da classe média intelectualizada e os movimentos sociais/sindicais estão extremamente fragmentados e burocratizados. É fundamental rompermos com o elitismo na esquerda e a fragmentação/burocratização para enfrentarmos a atual conjuntura!

POR QUE RECONSTRUIR O SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO NO BRASIL?

A FOB vem desde 2018 passando por um processo de reestruturação fundamental para o processo de construção e ampliação do sindicalismo revolucionário no Brasil. Chegamos a conclusão que é a hora de extrapolarmos as fronteiras do sindicalismo pelego estatal e construirmos novas estruturas organizativas da classe trabalhadora.

Em um contexto de aprofundamento da pobreza, da militarização do Estado brasileiro, e da falência da social-democracia, vemos mais do que nunca que o sindicalismo de estado está fadado ao fracasso. Em meio a diversos ataques ao povo como a reforma trabalhista, a reforma da previdência, a intervenção federal, a criminalização dos movimentos sociais temos que nos organizar de forma mais efetiva e incisiva.

Sabemos que há um grande apelo e desejo de mudança por parte dos trabalhadores. Depois da eleição de Bolsonaro e Ibaneis tornou-se claro que as saídas individuais não são uma alternativa. O bordão “ninguém solta a mão de ninguém” já demonstrou o apelo à coletividade presente no seio da classe trabalhadora, e cada vez mais esta se vê sem confiança nas instituições tão verticalizadas e burocráticas.

Presos em suas institucionalidades e dominado pela burocracia, os sindicatos estatais há muito que não representam a auto-organização e construção da autonomia dos trabalhadores, e cada dia fica mais claro que a intenção primeira das burocracias sindicais não é a construção de uma sociedade livre, socialista, no qual o poder e a riqueza serão distribuídos, mas sim a perpetuação dos mesmos burocratas em seus altos cargos, garantindo seus nichos de poder.

NENHUM PASSO ATRÁS!

Desde o surgimento da FOB em 2010 temos trabalhado para expor tais contradições da social-democracia e da direita e tentar trazer uma outra perspectiva organizativa para a classe trabalhadora. Entretanto, chegamos a conclusão que temos que dar um passo a frente, isto é, romper com sindicalismo de Estado e propor/organizar a classe trabalhadora sob uma nova lógica, novas formas de pensar, se organizar e agir.

A construção de uma nova sociedade perpassa pelo aprendizado cotidiano, por uma nova concepção organizativa que venha a ser o germe de uma nova sociedade. Sendo assim, mais uma vez convidamos à todas/os a construir conosco o Sindicalismo Revolucionário, filie-se ao SINDICATO GERAL AUTÔNOMO (SIGA), vamos juntos construir a alternativa autônoma da Classe Trabalhadora!

É BARRICADA, GREVE GERAL E AÇÃO
DIRETA QUE DERRUBA O CAPITAL!


 SIGA NA LUTA!
FILIA-SE AO SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO!

>>> E-MAIL: fob-df@protonmail.com
>>> SITE: www.lutafob.wordpress.com
>>> FACEBOOK: Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil – FOB

0 thoughts on “Fundado o SIGA-DF! Uma ferramenta revolucionária da classe trabalhadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *