[SVR-RJ] A organização e as mobilizações do SVR-RJ

O Sindicato de Vários Ramos do Rio de Janeiro (SVR-RJ), fundado em dezembro de 2018, é uma das iniciativas da Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil (FOB) para a luta e a organização da classe trabalhadora no nosso país.

Procurando seguir os passos das organizações que em maio de 2018 fundaram a Confederação Internacional do Trabalho (CIT), a FOB e suas organizações filiadas estão empenhadas na divulgação e na reconstrução do sindicalismo revolucionário no Brasil.

Nos primeiros meses de 2019, o trabalho do SVR-RJ tem sido intenso.

8M: a Greve Mundial de Mulheres

O SVR-RJ participou dos atos realizados nos dias 8 de Março, pela Greve Mundial Feminista, e 14 de Março, exigindo justiça para Marielle e Anderson.

Nas duas ocasiões, os militantes filiados ao SVR-RJ distribuíram panfletos para a população, explicando as origens do 8 de Março, dia de luta das mulheres trabalhadoras, condenando o sistema de dominação do patriarcado burguês, denunciando como a Reforma da Previdência de Bolsonaro ataca principalmente os direitos das mulheres e exigindo justiça para Marielle e Anderson.

8M_RJ5

Infelizmente os atos foram dominados pelas burocracias partidárias e de orientação social-democratas, contrárias à ação direita e a combatividade. Assim, nosso papel foi de defesa do caráter combativo e classista do 8M.

Atos de rua contra a Reforma da Previdência: 22 de março

No dia 22 de março, as centrais sindicais do Brasil convocaram o primeiro ato contra a Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro.

22M2

Participamos do ato no Rio de Janeiro, que reuniu cerca de 10 mil manifestantes, que ocuparam uma pista de Avenida Presidente Vargas entre a Igreja da Candelária e até as proximidades da Estação Central do Brasil. Ficamos num bloco com outras organizações combativas e autônomas, contrapondo-se aos setores burocráticos e pacifistas.

Dias de mobilizações e atividades contra a Reforma da Previdência: 5 e 6 de abril

A FOB organizou atividades e mobilizações contra a Reforma da Previdência nos dias 5 e 6 de abril. No Rio de Janeiro, o SVR realizou panfletagens nas estações da Uruguaiana e Central do Brasil.

5A1

Dialogamos com a população, esclarecendo os principais ataques da proposta do Governo Bolsonaro contra nosso direito à aposentadoria. Confirmamos que, ao contrário do que repetem as burocracias partidárias e sindicais, que o povo, em sua enorme maioria, está contra a Reforma da Previdência. Diversos trabalhadores rodoviários, por exemplo, recebiam nosso panfleto, agradeciam e perguntavam quando seria deflagrada a greve.

5A2

Vamos continuar mobilizando e conscientizando a população. Vamos construir a Greve Geral contra a Reforma da Previdência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *