FOB declara em Chiapas sua solidariedade aos zapatistas nas Jornadas em Defesa do Território e da Mãe Terra

por RMC – Rede de Mídia Classista

No dia 20 de fevereiro de 2020 iniciou as “Jornadas em Defesa do Território e da Mãe Terra – SAMIR SOMOS TODAS E TODOS” convocada pelo Congresso Nacional Indígena (CNI) e pelo Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) e aderida por centenas de outras organizações populares e revolucionárias do México e do mundo. As Jornadas começaram com ações descentralizadas, seguindo no dia 21 com uma grande marcha na cidade do México e no dia 22 com uma Assembleia em Amilcingo.

No dia 20, na cidade de San Cristobal de las Casas (estado de Chiapas), ocorreu uma importante atividade político-cultural no Caracol Jacinto Kanek localizado no CIDECI-Unitierra, periferia da cidade. Centenas de indígenas zapatistas, coletivos e organizações populares e de direitos humanos se reuniram desde cedo para honrar a memória do camarada Samir Flores Soberanes e tod@s que lutaram e lutam em defesa dos territórios contra o avanço do capital.

Desde cedo foram levantadas placas na frente do Caracol contra os megaprojetos em curso e em memória à Samir, um mosaico humano foi feito e velas foram acesas com os dizeres “SOMOS TODOS SAMIR”. Depois do café da manhã, a atividade iniciou com as declarações políticas do EZLN para aquele importante dia, traduzidas logo em seguida nas línguas maias tzeltal, chol e tojolabal pelas compas zapatistas.

A atividade transcorreu com diversas apresentações musicais, danças, poesias e intervenções políticas, todas com a temática principal em memória ao mártir do povo, Samir Flores, e reforçando a sua luta contra os megaprojetos do governo oportunista de López Obrador (MORENA).

A Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias Brasil (FOB) teve a honra de integrar a programação declarando a sua solidariedade incondicional desde a classe trabalhadora brasileira à luta dos povos originários e camponeses do México em defesa seus territórios autônomos, da natureza e da memória do mártir Samir Flores Soberanes.

As Jornadas em Defesa do Território e da Mãe Terra seguiram pelo dia 21 com uma grande marcha na cidade do México, que no seu encerramento cravou no Zócalo da cidade uma estátua do busto de Samir. No dia 22 ocorreu no povoado de Amilcingo (estado de Morelos), local do assassinato há um ano atrás de Samir Flores, a Assembleia em Defesa do Território e da Mãe Terra. A assembleia contou com cerca de 600 pessoas de 17 povos indígenas, 21 estados e 11 países. Foi deliberado um importante calendário:

  • 8 de março: marchar juntas em todo o mundo com uma identidade comum de uma fita/laço preto;
  • 10 à 30 de abril: jornadas globais de resistência em cada localidade, país e cidade;
  • unir-se às marchas de 1º de Maio com uma política anticapitalista e antipatriarcal;
  • Próxima assembleia no meio de maio.

Além disso, é importante denunciar que companheiros e companheiras das comunidades de San Antonio Bulujib e Guaquitepec, municipio de Chilón, Chiapas, membros do Congresso Nacional Indígena (CNI), foram violentados, reprimidos e sequestrados, no dia 23, por membros de grupos paramilitares e integrantes do partido MORENA, por terem participado das Jornadas. (Ver mais aqui.)

A FOB que, no Brasil, vem desenvolvendo a luta e organização autônoma da classe trabalhadora mais uma vez saúda a resistência e rebeldia zapatista e indígena contra o governo de López Obrador. Lembremos que no 2º ENOPES (encontro nacional da FOB), realizado em 2017 com delegad@s de todas as regiões do Brasil, foi deliberado a solidariedade a luta revolucionária dos povos curdos e zapatistas.

Solidariedade é mais que palavras. Através de nossos camaradas sindicalistas revolucionários em Chiapas seguimos cumprindo com nosso compromisso revolucionário e solidário.

SAMIR FLORES VIVE E VENCERÁ!
MORTE AOS MEGAPROJETOS E O GOVERNO NEOLIBERAL DE LÓPEZ OBRADOR!
BASTA DE REPRESSÃO AOS POVOS INDÍGENAS!
PELO AUTOGOVERNO E O SOCIALISMO!

0 thoughts on “FOB declara em Chiapas sua solidariedade aos zapatistas nas Jornadas em Defesa do Território e da Mãe Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *