Congelamento salarial de servidores públicos

Federação Autônoma dos Trabalhadores de Goiás

Neste sábado, 02/05, o Senado brasileiro aprovou uma proposta do Governo Bolsonaro de congelamento de salários dos servidores públicos municipais, estaduais, federais, do DF e dos membros dos três Poderes até dezembro de 2021.

Os trabalhadores da saúde e da segurança pública foram os únicos que ficaram de fora.

Essa medida atinge milhões de trabalhadores do funcionalismo público como professores, trabalhadores da limpeza e urbanização, operários de empresas estatais etc.

Esses trabalhadores diferente dos juízes, Alto-escalão dos governos não recebem super-salários e são trabalhadores comuns, pais e mães de família como qualquer um de nós.

Todos os senadores de todos os partidos, com exceção de um só, Randolfo da Rede, votaram favorável a congelar nossos salários, o que mostra que o Congresso só age contra o povo.

O PT que se diz oposição a Bolsonaro e que se diz partido dos trabalhadores, votou junto com Bolsonaro e contra os trabalhadores.

É por isso que sempre dizemos: Não confiamos na classe política. Em nenhum político ou partido. Todos eles são burocratas que vivem de representar o povo, mas não vivem como o povo, do trabalho e do suor e enfrentando necessidades básicas.

A mudança só poderá vir da organização e união do povo, sem partidos e sem patrões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *