Boicote ao Ensino a Distância!

Boicote ao Ensino a Distância!

Um chamado aos estudantes e professores/as de todo o Brasil

Hoje no Brasil, do ensino básico ao superior, vem se implementando o ensino em modalidade a distância por conta da pandemia do Covid 19. Prefeituras, governos estaduais e federais. Ignorando totalmente as precárias condições de moradia e trabalho em que vive a maior parte da população, e que neste período de pandemia está sendo jogada a cada dia mais na miséria. 

Entendemos que a forma como o Ensino a Distância (EaD) tem sido implementada é profundamente desrespeitosa e evidentemente excludente, promovendo a evasão escolar e dos centros de ensino superior. Para isso levantamos aqui três pontos fundamentais contra o Ensino a distância durante a pandemia:

  1. Acesso: Nas escolas municipais e estaduais a grande maioria dos estudantes são pobres e não tem acesso a internet e computadores. Mesmo sendo evidente a falta de acesso dos estudantes os governantes decidiram por implementar o EaD de forma autoritária. Já nas universidades públicas as gestões escolheram por um falso diálogo. Em ambos os casos, mesmo os que possuem acesso, possuem de maneira limitada e sem ter ambiente adequado para estudo, muitas vezes fazendo o acesso através de conexões de internet de baixa qualidade, dividindo computadores e celulares com diversas pessoas. Pra além disso, acesso não significa somente conexão de internet. Acesso é também a garantia das mínimas condições de existência e de espaço para estudo, como alimentação, moradia de qualidade, saneamento básico, acesso a atendimento de saúde assegurado e etc. Nesse momento o povo sofre com todas as adversidades que uma pandemia promove em um país extremamente desigual, sem acesso a condições mínimas, dependendo de um auxílio de 600 reais que não cobre nem as mínimas necessidades de uma família. Como podemos estudar se não temos o que comer?

  2. Ensino de qualidade: é importante lembrar que nem professores nem estudantes tiveram uma formação básica, que dirá adequada, para realizar a educação a distância. Todo curso ministrado de forma a distância deve ser feito cumprindo alguns requisitos básicos como vemos no Decreto 9.057/2017, que regulamenta o EaD previsto na LDB. Em seu Artigo 1º considera “educação a distância a modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorra com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com pessoal qualificado, com políticas de acesso, com acompanhamento e avaliação compatíveis, entre outros, e desenvolva atividades educativas por estudantes e profissionais da educação que estejam em lugares e tempos diversos.” Não podemos aceitar esse tipo de ensino sem respeito nenhum a pais, estudantes e professores!

  3. Privatizações: por fim, é muito importante lembrar que a implementação do ensino a distância faz parte de um projeto maior de privatização da educação pública, liderada por fundações como a Lemman, Itaú, Ayrton Senna, Roberto Marinho, entre outras, que estão à frente da BNCC e do Novo Ensino Médio e atuam como lobistas nas secretarias de educação e no MEC.  Essas fundações buscam somente tornar a educação uma mercadoria onde possam vender seus ‘produtos’ educativos e tirar o dinheiro que deveria ser das escolas, precarizando o trabalho dos professores e a educação ofertada aos estudantes. A defesa do EaD pelas empresas também vem sempre junto de um discurso tecnicista, onde o conhecimento é baseado em desenvolver somente conhecimentos técnicos para dar conta das necessidades do mercado e não o desenvolvimento do pensamento crítico.

Defendemos que é de extrema importância que sejam cumpridas as medidas de isolamento social. Denunciando os diversos Estados e Municípios que pretendem nos próximos dias retomar as aulas presenciais sem respeito algum a vida dos estudantes, trabalhadores da educação e do povo em geral.

É por esses motivos que convocamos todos os estudantes e professores para um boicote ao ensino a distância! Entendemos que muitos trabalhadores são impedidos de fazer greve ou boicote por colocar em risco seu emprego, mas que é de extrema importância que aqueles que podem o façam, para que possamos garantir de fato uma educação de qualidade para todos!

O que vemos agora e sempre é mais uma vez o povo sendo prejudicado pelas decisões arbitrárias de governantes e empresários! O povo tem o direito a educação de qualidade!

Chega de precarização na educação!
Boicote ao ensino a distância!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *