JUSTIÇA PARA MIZAEL! Combater o terrorismo de Estado com autodefesa e organização

O período da pandemia está sendo marcado pela intensificação do extermínio do povo, esse projeto colonial, eugênico, racista e genocida coloca um alvo nas costas de cada um de nós. Na madrugada do dia 01 de julho, o adolescente Mizael Fernandes de apenas 13 anos, foi assassinado covardemente enquanto dormia, pela a polícia na cidade de Chorozinho-CE. A família apontou que a cena do crime foi alterada para dificultar as investigações. Mizael, foi arrancado de sua família e impossibilitado de viver, mais um dos nossos que foi vítima desse Estado assassino.

A população de Chorozinho foram as ruas para manifestar e deixar visível sua revolta e indignação contra a brutalidade policial vivenciada nesse episódio.  A manifestação foi reprimida. Policiais que tentavam dispersar a população chegaram ameaçar abrir fogo, falando: “quer que morra mais um?”. Os capitães do mato de nossa era deixam nítido nessa frase que nossas vidas, as vidas do povo lutador não valem nada para eles.  A população de Chorozinho e de toda comunidade e favela do Brasil tem travado uma guerra histórica contra a polícia assassina, braço armado do Estado genocida.

Nós, do Sindicato Geral Autônomo do Ceará (SIGA-CE), nos solidarizamos com a família, amigos e a comunidade onde residia o adolescente Mizael, nos colocamos na trincheira da luta contra o terrorismo de Estado, que se nutre da violência policial praticada contra nós, povo pobre. Convocamos todos e todas que vivenciam e indignam-se com as violências contra nosso povo, a se organizar e construir espaços de autodefesa popular. Não aceitaremos mais morrer, entendemos que o único caminho para enfrentar o genocídio armado pelo o Estado, é lutando. Por Mizael e todos os nossos que foram assassinados covardemente pela polícia Assassina.

MIZAEL, VIVE!
JUAN, VIVE!
MIGUEL, VIVE!
PEDRO, VIVE!
ABAIXO O TERRORISMO DE ESTADO
!

One thought on “JUSTIÇA PARA MIZAEL! Combater o terrorismo de Estado com autodefesa e organização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *