Ato Por uma Vida Digna exige manutenção do auxílio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia

Ato Por uma Vida Digna exige manutenção do auxílio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia


As organizações que fazem parte da Campanha Por uma Vida Digna na cidade do Rio de Janeiro, Resistência Popular (RP) e Movimento de Organizações de Base (MOB), convocaram protesto contra a redução de 50% do valor do auxílio emergencial, redução para 300 reais.

Os manifestantes se concentraram na Praça Maracanã, próximo à UERJ, na entrada do Bairro Vila Isabel, na Zona Norte da cidade, e saíram em passeata pela Avenida Boulevard 28 de Setembro.

Ao passar pelas duas agências da Caixa Econômica Federal da região, os manifestantes fizeram falas para dialogar com os trabalhadores e trabalhadoras que estavam nas enormes filas do banco.

A militância do Sindicato Geral Autônomo, SIGA-RJ, da Rede Estudantil Classista e Combativa e dos Comerciários em Ação, esteve presente, participando da manifestação e contribuindo com o diálogo com a população.

A Frente Cavalcante, a Flamengo Antifascistas, o ACAZO e o coletivo Os Invisíveis também participaram do ato.

Os manifestantes, suas falas e reivindicações foram muito bem recebidas pela população trabalhadora, mostrando que a luta Por uma Vida Digna é uma bandeira classista.

Só o povo salva o povo!

#porumavidadigna #auxíliode600reais
#sóopovosalvaopovo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *