Entregadores fazem paralisação nesta sexta, dia 16/04, em São Paulo e convocam solidariedade para a Greve Geral

Entregadores fazem paralisação nesta sexta, dia 16/04, em São Paulo e convocam solidariedade para a Greve Geral

Convocada pelos Entregadores Unidos, Treta no Trampo e outros grupos, a paralisação no dia 16/04 organizada pela base dos entregadores em São Paulo é contra a precarização do trabalho e as taxas nas entregas cada vez menores pagas pelos aplicativos. Durante a pandemia, mesmo com risco de vida e jornadas extenuantes de trabalho em cima de motos e bicicletas, os entregadores tiveram sua renda reduzida em quase 60%, como mostra pesquisa recente.

A precarização e os riscos à vida dos trabalhadores alimenta os lucros milionários de empresas de aplicativos como a Rappi, Ifood, 99 e Uber. A categoria que vem demonstrando grande capacidade de luta, com importantes paralisações e atos combativos, convoca também a solidariedade dos usuários de apps, boicotando os aplicativos no dia 16/04, e chama demais categorias como os professores em greve de São Paulo, motoristas de aplicativos, caminhoneiros e rodoviários para unificar as lutas e construir a Greve Geral.

Com a alta nos preços dos combustíveis e as baixas taxas pagas pelos aplicativos os entregadores praticamente pagam para trabalhar. O serviço de entrega que se tornou ainda mais indispensável durante a pandemia de Covid-19, somado ao maior nível de desemprego da história do país nesse último ano, fez do trabalho com entregas por moto, bicicleta e as vezes até mesmo a pé, uma alternativa de sobrevivência para milhares de jovens trabalhadores, mas a precarização do trabalho, os ricos de contaminação, a violência urbana e a lógica criminosa das multinacionais e empresas de entrega por apps, que bloqueiam, punem e perseguem grevistas, fez do trabalho de entregas um dos setores mais precários do país. Por isso a luta por melhores condições de trabalho com greves, paralisações e piquetes é tão urgente, pois são demonstrações de força da categoria contra os patrões.    

A pauta da paralisação dessa sexta é a melhoria imediata nas taxas pagas aos entregadores; o fim dos bloqueios indevidos; código de liberação para finalização dos pedidos; e o fim do Rappi turbo e outras promoções que diminuem a taxa dos trabalhadores e trabalhadoras de apps. O ato dos entregadores está marcado para às 13h, no Pacaembu, em São Paulo.  


DIA 16 É GREVE GERAL DOS ENTREGADORES EM SÃO PAULO!

Nesta sexta-feira, dia 16/04, é BREQUE TOTAL dos apps em SP. Às 13h, no Pacaembu, em defesa dos nosso direitos! Por taxas mais justas e melhores condições de trabalho! É pra colar todo mundo: entregador, motorista de app, caminhoneiro, rodoviário… É GREVE GERAL! A única saída para nós, trabalhadores e trabalhadoras, É A LUTA! A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores. Só a luta combativa, unida e organizada pode garantir nossos direitos.

Por isso, nós, da FOB-SP, defendemos que a classe trabalhadora deve construir a GREVE GERAL, sem pacto com governo nem patrão. É nóis por nóis sempre!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *