FOB-PI | Vikstar e Vivo pague os trabalhadores!

O fechamento da empresa acontece após constantes assédios trabalhistas, os funcionários reclamam o não pagamento de rescisões, a falta de férias e vários meses atrasados de pagamento de salário entre outros benefícios.

9,5 mil trabalhadores foram pegos de surpresa com o anúncio do fechamento da Vikstar, empresa terceirizada que presta serviço para operadora Vivo (marca comercial da megaempresa Telefônica Brasil). O fechamento da empresa acontece após constantes assédios trabalhistas, os funcionários reclamam o não pagamento de rescisões, a falta de férias e vários meses atrasados de pagamento de salário entre outros benefícios.

A situação serviu como uma carta coringa a Vivo que aproveitou os problemas trabalhistas para justificar o rompimento com a Vikstar. Quanto as consequências das terceirizações, cada empresa tem empurrado a responsabilidade para outra e nós trabalhadores queremos justiça pelo trabalho que realizamos. Não temos nem uma responsabilidade do fechamento da empresa!

Um acordo de demissão coletiva que beneficia a empresa e a Vivo

Nas cidades em que a empresa Vikstar estava instalada, os sindicatos entraram em negociação com a Vivo, responsável pelo pagamento das rescisões nos Estados cuja decisão judicial acordou que as demissões seriam feitas através do PDI (Programa de desligamento incentivado). Uma verdadeira barca furada para nós trabalhadores, com esse modo de demissão a Vivo não vai precisar pagar por nenhuma hora extra, banco de horas e variável.

Outro problema com o PDI é que depois que o trabalhador assina o Programa, ele não pode mais entrar na Justiça se em algum momento ele se sentir lesado. Com assinatura do plano você declara que a empresa quitou tudo que devia com você.

Como é possível que uma empresa como a Vivo que nesse ano teve um crescimento na sua receita líquida para R$ 10,849 bilhões não consegue honrar os nossos salários e benefícios?

Nós trabalhadores fomos pressionados (e conseguimos) a bater metas e trabalhar mais horas causando o enriquecimento dessa empresa que se recusa a pagar pelas horas que trabalhamos, pelas horas extras que fizemos e benefícios conquistados. Não existe justificativa para empresa não nos pagar um dinheiro que é nosso.
Lutar pelo pagamento total dos nossos direitos.

1. A Vivo/ Telefônica Brasil é uma empresa que lucra bilhões por semestre. Seu lucro não existe sem nosso trabalho. A Vivo/ Telefônica Brasil tem que arcar com o pagamento integral dos nossos direitos (banco de horas, horas extra e variável)

2. Não aceitamos a isenção da empresa Vikstar. Pela penhora de todos os bens da empresa Vikstar para ajudar no pagamento dos funcionários.

3. Pagamento imediato com multa para as pessoas trabalhadoras que foram prejudicadas com a baixa de suas carteiras. Pelo pagamento das rescisões não pagas.

Luta e organização: pelo pagamento completo dos nossos direitos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *