Nota de Solidariedade as Camponesas e Camponeses da Liga dos Camponeses Pobres – Rondônia

Nota de Solidariedade as Camponesas e Camponeses da Liga dos Camponeses Pobres – Rondônia

Por FOB

O acampamento Tiago Campin dos Santos, localizado em Nova Mutum, Rondônia, vem sofrendo com a repressão do Estado e da Burguesia do Campo. Nos mês de agosto Policiais da Força Nacional de Segurança e da Polícia Militar de Rondônia assassinaram três camponeses: Amarildo Aparecido Rodrigues, 49 anos, casado, pai de dois filhos; Amaral José Stoco Rodrigues, 17 anos, filho de Amarildo Aparecido, estudante, ambos mortos quando trabalhavam na roça, no lote que possuíam e Kevin Fernando Holanda de Souza, 21 anos, casado, a espera do seu primeiro filho, morto quando tentava fugir do ataque em sua moto.

No ultimo final de semana uma grande operação policial e militar vem sendo montada pelo Governador de Rondônia, Marcos Rocha, aliado de Bolsonaro, para expulsar os camponeses e camponesas de suas terras.

Foi montada a operação Nova Mutum com trÊs mil militares mobilizados e colocados em prontidão para atacar 600 famílias de componesas e componeses que passaram a usar do legitimo direito de resistência e autodefesa para defender suas terras. O Estado e a Burguesia Agrária querem expulsar essas famílias dasáreas Tiago Campin dos Santos e Ademar Ferreira, localizadas no distrito de Nova Mutum, zona rural de Porto Velho. A PM-RO indicou que está cumprindo a decisão de processos julgado pelo TJ de Rondônia.

A Federação de Organizações Sindicalistas Revolucionários do Brasil vem prestar solidariedade aos camponeses e camponesas da Liga dos Camponeses Pobres!! A FOB se soma na denúncia contra a burguesia e o Estado que tentam massacrar o povo para aumentar mais ainda a superexploração e dominação.

Solidariedade aos Camponeses e Camponesas!!

Solidariedade a LCP!!

Por Terra e Liberdade!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.