Ato no Ministério dos Direitos Humanos exige justiça e dignidade às trabalhadoras do Disque 100 e 180 (BrBPO)

Ato no Ministério dos Direitos Humanos exige justiça e dignidade às trabalhadoras do Disque 100 e 180 (BrBPO)

No dia 28 de abril, vésperas do 1º de Maio, o SIGA-DF realizou um ato em frente ao Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, levantando em alto e bom som as denúncias e reivindicações realizadas pela trabalhadoras da empresa BrBPO.

O ato teve início às 9h20, com falas que denunciaram a situação de exploração que essas trabalhadoras têm sofrido, como a baixa remuneração e as denúncias de assédio moral, adoecimento psicológico e mental, provocados pela empresa contratada do ministério em Valparaíso de Goiás. Foram distribuídos panfletos, e com faixas reivindicava-se “Chega de Exploração do Trabalho no Disque 100/180” e “Viva o 1º de maio classista e combativo”, nessa data próxima ao dia internacional da classe trabalhadora.

Os trabalhadores aos poucos foram se atentando às mensagens e falas que ecoavam do megafone em direção a entrada principal do Ministério, alcançando pela fachada principal, através das janelas, os gestores e trabalhadores do serviço público federal.

A repercussão foi imediata, e logo pessoas tiraram fotos, leram os panfletos, e um membro da Coordenação de Logística da Secretaria Executiva do Ministério, Sr. Francisco, desceu, se informou sobre o que estava ocorrendo, comunicou sua equipe e disse que a denúncia já estava circulando nos altos escalões do ministério.

A ação pequena, mas notória, é exemplo para as mobilizações e atos reivindicativos fora dos padrões dos sindicatos oficiais, burocráticos e pelegos. Junto a essa e outras ações externas de pressão, acompanhamos e apoiamos o esforço pra construir uma Comissão de Base dentro da empresa, que reúna mais e mais trabalhadores e faça o medo mudar de lado! A luta vai continuar!

LEIA ABAIXO O PANFLETO DISTRIBUÍDO NO ATO:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.