Agente comunitário de saúde relata condições de trabalho em unidade básica durante pandemia. É preciso organizar a luta da categoria

O Sindicato Geral Autônomo do DF e Entorno (SIGA) entrevistou Lucas*, um trabalhador lotado em uma base de entrada do SUS, uma Unidade Básica de Saúde, que relatou as condições de trabalho na atenção primária durante a pandemia de COVID-19. O SUS é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, porém opera com forte precariedade e ameaça de privatização.

Prefeitura de Goiânia interrompe contratos de trabalho e deixa mais de 3 mil famílias sem renda em meio à crise na saúde pública

Em um momento que há um caos na saúde pública e milhares de trabalhadores já se encontram sem renda, além de não receberem o auxílio emergencial devido à burocracia do Estado, o prefeito Íris Rezende, de forma criminosa e oportunista, retira a renda básica de mais de 03 mil famílias, deixando pai e mãe de família sem nenhum salário para sobreviver à quarentena e após esse período.